SMOKING

SMOKING

04/07/2016

”  O smoking é um traje de gala conhecido também como black tie (traduzido do inglês, “gravata preta”). É uma roupa para eventos noturnos, ou seja, usa-se exclusivamente após às 18 horas ou depois do pôr do sol, o que ocorrer primeiro.

É um traje adequado para jantares públicos e privados, bailes, festas ou situações pontuais de extrema importância social (como visitas de Chefes de Estado ou Premiações), é o substituto da casaca como o vestuário masculino formal para noite.

O smoking é tradicionalmente composto por:

  • Casaco preto com lapelas em sedaou cetim;
  • Faixa ou coletepreto (nunca ambos);
  • Camisa branca com frente trabalhada e colarinho quebrado;
  • Gravata preta de seda ou cetim; (sempre do tipo borboleta).
  • Meias pretas;
  • Sapato clássico

Existem variações que fogem do tradicional, como o uso das gravatas e faixas estampadas ou coloridas, ou o Summer, que utiliza casaco branco ou off White. Vale lembrar que essas variações são recomendadas apenas para quem pretende ousar. Já que saem do padrão formal do smoking.

Outra variação é o smoking Europeu. Tradicionalmente, o paletó do Smoking tem a lapela do tipo peaked (pontuda) e apenas um botão. No modelo europeu a lapela é do tipo notched (com recorte triangular) e possui 2 ou 3 botões.

Assim como os ternos, Smokings podem ser confeccionados com tecidos naturais, sintéticos ou mistos e também podem ter modelagem Slim Comfort ou Fit.

Curiosidade: Esse traje teve origem no ano de 1860, quando a empresa Henry Poole & Co. costurou um casaco para o então príncipe de Gales trajar em jantares informais, como alternativa à casaca. Conta-se que, quando James Potter, magnata do café americano que vivia em Nova York, visitou o príncipe, ficou tão impressionado com a vestimenta que encomendou a Henry Poole uma igual para si. Quando Potter voltou para Nova York, usou o seu novo traje na festa de inauguração do Tuxedo Park Club, um clube social criado para a alta sociedade americana. Rapidamente outros membros da agremiação copiaram o design, até que este veio a ser adotado como a referência para jantares.  A denominação americana, tuxedo (como é chamado o smoking nos EUA), tem sua origem aí. O termo específico utilizado em português, smoking, deriva do inglês smoking jacket, item de vestuário hoje relativamente raro, especificamente criado com o propósito de fumar tabaco, para que o cheiro do tabaco não chegasse às outras roupas (colete e camisa).

Devido à sua origem, que está diretamente relacionada à boemia e à diversão, é considerado quebra de etiqueta usar smoking na igreja, portanto o seu uso não é recomendado em casamentos religiosos.”

 

Crédito: Só a Rigor BH

 


 

captcha < Código Captcha

*Todos os campos são obrigatórios

×